Blogs & Sites: “Por que Kafka escrevia em alemão?”, Rogel Samuel

Artigo publicou Nuria Amat, a consagrada autora de “Todos somos Kafka” (Madrid, Anaya & Mario Muchnik, 1993), em “El País”. Antes, em outro lugar, disse ela que Kafka foi o primeiro que “pôs em crise a família, o casamento, o trabalho”. E tudo. “Ele foi o precursor, o profeta”. Nuria Amat nasceu em Barcelona, emContinuar lendo “Blogs & Sites: “Por que Kafka escrevia em alemão?”, Rogel Samuel”

Notícia: “Só, como Franz Kafka”, António Guerreiro

Kafka é o nome de um enigma que o próprio levou a vida inteira a tentar decifrar, tendo encontrado apenas “um mundo tremendo” dentro da sua cabeça, que ele legou como herança ao século que fez do “kafkiano” um lugar-comum.   A edição dos Diários de Kafka, pela Relógio D’Água, traduzidos com enorme competência porContinuar lendo “Notícia: “Só, como Franz Kafka”, António Guerreiro”